Língua e literatura: um encontro de pontos de vista

Objetivos

Profa. Marisa Lajolo
Familiarizar os alunos 1) com conceitos básicos de literatura 2) com a operacionalidade de tais conceitos no trabalho com originais e na orientação de profissionais da cadeia do livro.

Profa. Maria Helena de Moura Neves
Refletir sobre as concepções de linguagem, de língua e de gramática com que operaram representantes históricos da nossa criação literária.
Professores, estudantes, profissionais da linguagem em geral, interessados na linguagem, na língua e na literatura em geral.

Público-alvo

Professores, estudantes, profissionais da linguagem em geral, interessados na linguagem, na língua e na literatura em geral.

Conteúdo

Profa. Marisa Lajolo – “A leitura no espelho”
A partir do “caso” Machado de Assis, discussão 1) da instabilidade dos critérios que “definem” e “avaliam” a literatura brasileira ao longo de sua história, particularmente na contemporaneidade 2) das noções de “literariedade” e de “circulação” na constituição de um sistema literário e como tal sistema se manifesta na contemporaneidade.
Leituras sugeridas
Abreu, Márcia: A cultura letrada (Ed. Unesp)
Dicker, J.: A verdade sobre o caso Harry Quebert (trad. André Telles/Intrínseca)

Profa. Maria Helena de Moura Neves – “A vivência linguística e a norma linguística no espelho de autores da literatura brasileira”
O estudo lembra a possibilidade de uma discussão que, mediante exame de manifestações em textos literários de representativos escritores, percorra o viés da vivência linguística e da norma linguística, avaliando as tensões e as complicações desse confronto. Por aí se vai às concepções de língua, de linguagem e de gramática que os seus privilegiados manejadores nos entregam e que merecem nossa reflexão.

Tenho interesse neste curso:

[]
1 Step 1
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right
FormCraft - WordPress form builder

Docente

Maria Helena de Moura Neves

Professora emérita da Unesp. Doutora em Letras Clássicas- USP (Grego) e Livre-Docente – Unesp (Linguística e Língua Portuguesa). Atua na Pós-Graduação – Letras – UPMackenzie e Unesp. Produziu mais de 200 obras autorais (livros, artigos e capítulos). Destacam-se: Gramática na escola, 1990; A gramática funcional, 1997; Gramática de usos do português, 2000; A Gramática: história, teoria e análise, ensino, 2002; Guia de uso do português, 2003; Que gramática estudar na escola? 2003; A vertente grega da gramática tradicional, 2005; Texto e gramática, 2006; Ensino de língua e vivência de linguagem, 2010; A gramática passada a limpo, 2012; A gramática do português revelada em textos, 2018; Gramáticas contemporâneas do português (em colab.), 2014. Dicionários em equipe: Dicionário gramatical de verbos (Ed. Unesp, 1989); Dicionário de usos do português do Brasil (Ática, 2002); Dicionário UNESP do Português Contemporâneo (Ed. Unesp, 2004); e Grande Dicionário do Português escrito no Brasil (Ed. Unesp, no prelo). Coordenou (em colaboração) o Dicionário grego-português, 5 vol., 2006-2010 (Ed. Ateliê). Coordenou a equipe de Sintaxe II da Gramática do Português Culto Falado no Brasil. Organizou mais de uma dezena de livros. Membro do Conselho Editorial de 14 revistas especializadas; Consultora de seis Fundações de Apoio à Pesquisa.


Marisa Lajolo

É professora da Universidade Presbiteriana Mackenzie, autora de Literatura: ontem, hoje, amanhã, Monteiro Lobato: um brasileiro sob medidaO poeta do exílio (Melhor Obra de Literatura Infantojuvenil de 2011, pela Academia Brasileira de Letras), organizadora de Monteiro Lobato, livro a livro: obra infantil (com João Luís Ceccantini) e Monteiro Lobato, livro a livro: obra adulta. Eleita para a Academia Paulista de Educação em 2015.

Leave a Reply

Tamanho da fonte
Modo contraste
X